Associação Cultural de Mulheres Negras, estará realizando no dia 17 de setembro de 2016 um encontro sobre as Mulheres Negras na Politica, local Sindserf, endereço Rua: Bento Martins n°24, 9° andar Porto Alegre/RS horário: das 09:00 até 12:00.Faça sua inscrição entre em contato com Acmun.
Saiba Mais...
O Projeto Conhecer: Informação e Orientação Sobre Prevenção DST/HIV/AIDS E Saúde da População Negra, foi desenvolvido pela ACMUN e tem como objetivo geral informar a população (especialmente as mulheres, e dentre estas as mulheres negras) que acessam as Unidades Básicas de Saúde, através da realização de oficinas na sala de espera que possibilite de maneira dinâmica envolver a todas sobre a importância do auto cuidado, e do cuidado com o outro em relação à prevenção das DST/HIV/AIDS e Hepatites
Saiba Mais...
A ACMUN, através do Programa "Agentes Multiplicadoras em Saúde", iniciou neste domingo ação de intervenção para prevenção de Tuberculose junto à familiares de presos no Presídio Central de Porto Alegre. Esta ação está sendo realizada em parceria com o Programa Nacional de Tuberculose do Ministério da Saúde e o Grupo Thema de Comunicação, no âmbito do Projeto TB Reach - Tuberculose: Informação e tratamento curam".

Segundo dados do Ministério da Saúde, a Tuberculose tem uma incidência média de
Saiba Mais...
NOTÍCIAS
10/12/2015
Entidades integrantes da Comissão de Saúde da População Negra, do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre, lançaram nota de repudio dirigida a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre sobre a forma como foi tratado o caso de racismo ocorrido em uma unidade básica de saúde da capial, o qual o secretário relatou que foi uma "brincadeira".


O RACISMO FAZ MAL À SAÚDE

As Entidades, abaixo assinadas, vem a público manifestar de forma veemente sua posição contrária à forma e ao Relatório emitido pela Comissão Sindicante da Secretaria Municipal de Saúde diante de denúncia de caso de racismo ocorrido na Unidade de Saúde Rubem Berta, na Zona Norte desta capital, em que as duas denunciantes foram remanejadas de seu local de trabalho, enquanto o denunciado continuava trabalhando. A denúncia foi formalizada pelo Sindicato dos Municipários (SIMPA) no Plenário do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre e, desde agosto de 2014, a sua Comissão de Saúde da População Negra passou a monitorar o caso. Somente cinco meses depois é que a gestão instaurou sindicância para apurar os fatos. No entanto, o que efetivamente ocorreu foi um processo moroso, com rito processual totalmente questionável, que indica, no mínimo, a falta de conhecimento administrativo para apurar um fato de tamanha relevância institucional, o que mancha sobremaneira a cultura democrática vivida pelo povo de Porto Alegre, que tornou esta cidade conhecida mundialmente por levantar a bandeira de que um ?Novo Mundo é Possível?.
No processo de sindicância se pode constatar que a maioria das testemunhas ouvidas pertenciam ao quadro da UBS Rubem Berta e eram subordinadas diretas ao sindicado, por ser o responsável técnico direto da equipe de enfermagem deste serviço de saúde; em alguns procedimentos denotam que as vítimas também são ?investigadas?; a diligência empreendida foi malconduzida e, por isso, não conseguiu produzir provas. Mas, o que mais entristece é a posição do secretário municipal de saúde Fernando Ritter, em sua manifestação textual no processo: ?verifico que os fatos relatados se deram em face da relação de afetividade (brincadeiras) entre servidores, mas com o decorrer do tempo (?) foi se transformando em conflitos interpessoais, no entanto, sem caráter discriminatório, como concluiu a sindicância? (grifo nosso).

ISSO NÃO VAMOS ACEITAR!!
A sociedade exige dos órgãos oficiais um pronunciamento referente aos atos racistas, mascarados no processo como ?brincadeiras?.
"O racismo é um conjunto de ideias, crenças e práticas que se baseiam na superioridade de um grupo populacional em detrimento de outro, produz desvantagens raciais que geram acúmulo de condições sociais desfavoráveis no que diz respeito ao acesso a bens materiais e culturais, ao trabalho, a educação e saúde, a condições de habitação dignas, entre outros. ?

RACISMO NÃO É BRINCADEIRA. É CRIME!
Por isso convocamos a todos a lutar de modo intransigente contra o racismo e exigimos a imediata implementação das medidas propostas pelo CMS, visto que nas duas últimas Conferências Municipais de Saúde (2011 e 2015) a população de Porto Alegre definiu como prioridade a implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, que tem entre seus princípios o reconhecimento dos processos históricos de luta e resistência desta população desde o período colonial, até os dias de hoje e ainda tem como marca o ?reconhecimento do racismo, das desigualdades étnico-raciais e do racismo institucional como determinantes das condições de saúde.?

SOMOS CONTRA O RASCIMO, CONTRA A VIOLÊNCIA E PELO BEM VIVER
Nós, agentes de controle social, ativistas, trabalhadores e profissionais de saúde vamos resistir e enfrentar tamanha injustiça!


OUTRAS NOTÍCIAS
AGENDA
29/04/2016
O Projeto Conhecer: Informação e Orientação Sobre Prevenção DST/HIV/AIDS E
22/04/2016
Agentes Multiplicadoras ACMUN participaram de capacitação no ultimo sábado,
13/04/2016
Entre os dias 11 e 13 de abril de 2016, aconteceu na cidade do Rio de Janei
05/04/2016
Durante o dia 05 de abril de 2015,em São Paulo, Capital, Simone Cruz, coor
03/04/2016
Após cinco anos à frente da Coordenação colegiada da Articulação de Organiz
Mais Agenda
REDES
WWW.ACMUN.ORG.BR
Rua Vigário José Inácio, 371 - sala 1919 - Centro Histórico
Porto Alegre/RS - CEP: 90028-900
Fone: 55 + 51-3062.7009
© Copyright Associação Cultural de Mulheres Negras - Todos os direitos reservados. title=